+
Braz Coelho Veras Lessa Bueno
Languages
Conselho Nacional de Justiça institui plataforma digital Domicílio Judicial Eletrônico (DJE)

Conselho Nacional de Justiça institui plataforma digital Domicílio Judicial Eletrônico (DJE)

Published in 20 . May . 2024 . News

Related Areas . Corporate

I) Domicílio Judicial Eletrônico (DJE):

Em 2022 através da resolução 455/22, foi instituída, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a plataforma digital Domicílio Judicial Eletrônico (“DJE”), na qual serão centralizadas as comunicações (citações, intimações, ofícios) no âmbito processual. O objetivo da ferramenta é facilitar o controle de recebimento e acompanhamento dos atos processuais pelos destinatários.

As vantagens do Domicílio Judicial Eletrônico são: a unificação do acesso a todas as notificações, citações, intimações em uma única plataforma; praticidade no acompanhamento das comunicações recebidas e ligação com todos os Tribunais.

II) Prazos

A portaria n° 46/2024 do CNJ estipulou os prazos para cadastro:

  1. 01/03/2024 até 30/05/2024: Pessoas jurídicas de direito privado;
  2. 01/07/2024 até 30/09/2024: Pessoas jurídicas de direito público;
  3. A partir de 01/10/2024: Pessoas físicas.

III) Como deve ser feito o cadastro

Para o contribuinte se cadastrar, seja pessoa física ou jurídica, ele deverá:

  1. Acesse o site do Domicílio Judicial Eletrônico: https://domicilio-eletronico.pdpj.jus.br/;
  2. Nessa etapa será necessário um certificado digital para acessar o sistema, ou mediante sistema Gov.br;
  3. Após o login, será necessário instalar o software Pje Office;
  4. Aceitar o termo de adesão;
  5. Inserir e confirmar os dados para cadastro;
  6. Confirmar e salvar alterações.

Em caso de dúvidas, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=cqYFRk8q-4I

IV) Reflexos do DJE nos processos judiciais

O Domicílio Judicial Eletrônico, integra todos os atuais sistemas usados pelos Tribunais, como o E-proc, Esaj, PJE, Projudi dentre outros. Dessa forma, as comunicações serão recebidas diretamente pela plataforma e uma vez decorrido os prazos sem confirmação haverá a ciência tácita automática.

É importante se atentar aos prazos para leitura e ciência das comunicações, que são de:

  • 3 dias úteis após para abertura de citações;
  • 10 dias corridos para a leitura das intimações.

Ainda, haverá a cobrança de multa de até 5% o valor da causa, se aquele que receber a citação/intimação via DJE não a confirmar dentro do prazo estipulado.

V) O que acontecerá em caso de não realização do cadastro?

A ausência de cadastro nos prazos informados ocasionará o cadastro compulsório por parte do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com base no banco de dados da Receita Federal, bem como a empresa estará sujeita a penalidade e ao risco de perda, eventualmente, de prazos processuais.

 

Para maiores esclarecimentos, colocamo-nos à disposição por meio do e-mail empresarial@bcvl.com.br.